Arquivo do mês: janeiro 2010

Desejo

. Desejo que você sinta medo Mas não medo do desconhecido Que tenha receio de nunca mudar De não fazer algo diferente Desejo que você tenha ódio Mas não ódio sem motivo Que você tenha raiva por não amar De … Continuar lendo

Publicado em Poesias | Marcado com , | Deixe um comentário

O Fim dos Tempos

. Então, o que fazer? Nada como lembranças Nada. Pensamentos que se passam ao longe Vida que se reduz a nada Nada. Memórias recíprocas do tempo Nada mais se faz Nada. Vozes cavernosas saltam do interior Nada mais se diz … Continuar lendo

Publicado em Poesias | Marcado com , , , | Deixe um comentário